Nota de esclarecimento: inscrições para o Curso de Gênero, Raça e Etnia

Nota de esclarecimento: inscrições para o Curso de Gênero, Raça e Etnia

A FENAJ – Federação Nacional de Jornalistas vem a público prestar esclarecimentos em relação ao Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas no que se refere ao processo de inscrições. Como divulgado, o curso é parte de um processo de articulação estabelecido entre a ONU Mulheres e a FENAJ, desde 2009, e tem como principal objetivo preparar jornalistas profissionais e estudantes de Jornalismo para a abordagem das temáticas de gênero, raça e etnia no trabalho jornalístico.

Esta é uma primeira iniciativa e, por isso, abrangerá apenas 8 capitais brasileiras – Manaus (AM), Belém (PA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS) – somando um total de 400 vagas. O curso é gratuito e o período de inscrições ocorreu no período de 20 de julho a 3 de agosto de 2011. Com uma carga horária de 8h, o curso será realizado em dois dias em cada capital, com início das aulas na próxima segunda-feira (8/8) em Manaus (AM) e término em 1º de setembro em Porto Alegre (RS).

As inscrições foram realizadas pelos Sindicatos dos Jornalistas localizados nas 8 capitais, com a disponibilização de 50 vagas por capital. As vagas foram direcionadas para qualquer jornalista profissional ou estudante de Jornalismo sem distinção de filiação sindical, sexo, cor, raça, etnia ou qualquer outro tipo de discriminação. A distribuição das vagas entre profissionais sindicalizados/as e não-sindicalizados/as se dá de acordo com a realidade local. No entanto, isso não significa em momento algum a exclusão de pessoas de um grupo ou de outro, mas da conciliação entre a demanda por inscrição e a oferta de vagas, a fim de contemplar a representação de profissionais sindicalizados/as, não sindicalizados/as e estudantes de Jornalismo. Em todas as 8 cidades-sede do curso, o critério para a formação das turmas é a ordem de chegada da inscrição, que foi checada por comissão constituída em cada sindicato em conjunto com a coordenação nacional do curso.

Reconhecemos que a demanda no Jornalismo por conhecimento nas temáticas de gênero, etnia e raça é real e excede, sobremaneira, as 400 vagas disponibilizadas nessa 1ª edição do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. No entanto, acreditamos que esse projeto tem a potencialidade de ser disseminado em todo o Brasil, com a participação de outras instituições parceiras, de modo que todo e toda profissional da área de Jornalismo possa fazer parte do debate e promover transformações profundas na mídia para o enfrentamento ao racismo, ao sexismo e ao etnocentrismo. Nesse sentido, reiteramos o compromisso de disponibilizar o conteúdo do curso no blog www.generoracaetniaparajornalistas.wordpress.com

Salientamos que a FENAJ, a ONU Mulheres e os Sindicatos dos Jornalistas seguem empenhados em propiciar a excelência do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. Desde já nos colocamos à disposição para sanar dúvidas ou fornecer novas informações para as inquietações que surjam ao longo dessa jornada.

FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s