Curso chega a Porto Alegre: última cidade do circuito que percorreu oito capitais

Tem início nesta quarta-feira, dia 31 de agosto, o Curso de Gênero, Raça e Etnia Para Jornalistas, resultado da colaboração da Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj e ONU Mulheres. Tendo como local o Sindicato dos Bancários, das 18h às 22h, haverá parte teórica e outra prática, com a jornalista Cleidiana Ramos. O curso segue na quinta-feira (1/9), no mesmo local e horário. Esta era uma antiga reivindicação do Núcleo de Jornalistas Afrobrasileiros do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul, que está completando dez anos de existência.

A procura por parte de jornalistas e estudantes de Jornalismo superou a expectativa, criando uma lista de espera. O número de vagas inicialmente previsto de 50 participantes, aumentou para 60 visando atender um universo maior de interessados. A cobertura em tempo real vai estar no portal do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul – www.jornalistas-rs.org.br, no blog do curso – www.generoracaetniaparajornalistas.wordpress.com, e respectivas redes sociais: facebook.com/grejornalistas e twitter.com/grejornalistas

Jornalistas do Pará fazem, hoje e amanhã, curso de gênero, raça e etnia

 Cerca de 50 jornalistas e estudantes de Jornalismo são aguardados para a edição paraense do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. A rodada começou nesta semana, em Manaus, e vai ocorrer em mais seis cidades:  Fortaleza (CE), Maceió (AL), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP) até o dia 1º de setembro.

A iniciativa faz parte da cooperação entre a FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas e a ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres e conta com apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR e da Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM.

Com o objetivo de preparar jornalistas e estudantes de Jornalismo para a cobertura de pautas relacionadas a gênero, raça e etnia, em cada localidade, foram abertas e preenchidas 50 vagas por jornalistas (que trabalham com reportagem, produção, pauta, redação, edição, fotografia  e cinegrafia) de veículos impresso, on-line e
eletrônicos e estudantes de Jornalismo a partir do 6º período. O curso é
gratuito e tem certificação da FENAJ e da ONU Mulheres.

Continuar lendo

Amazonas veste a camiseta do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas

Iniciativa do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, a camiseta do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas convoca a imprensa local para a melhoria da cobertura jornalística sobre as realidades de mulheres, afro-brasileiros/as e povos indígenas.

Na primeira atividade pedagógica, a facilitadora Cleidiana Ramos provoca o grupo para a reflexão crítica da mídia. Debate quente sobre Movimento Mestiço, política e reflexo na cobertura jornalística.

Curso registra grande participação de jornalistas

A jornalista acreana Genésia fala sobre a realidade dos seringueiros. Conversa boa sobre identidade. “Que tal levar essa discussão pro jornal, pra TV?”, propõe Cleidiana Ramos.

Rodada de debates segue animada em Manaus

 

Sindicato dos Jornalistas do Amazonas faz esquenta da campanha “Jornalista de verdade assume a sua identidade”

A campanha “Jornalista de verdade assume a sua identidade” teve um esquenta hoje (8/8), em Manaus, durante a abertura do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. Primeiro estado a receber o material da campanha, que será lançada nesta semana pela FENAJ com apoio da EBC – Empresa Brasil de Comunicação e da ONU Mulheres, Amazonas não vacilou e saiu na frente com a notícia.

César Wanderley (centro) fala sobre a campanha "Jornalista de verdade assume a sua identidade"

Durante a sua saudação, o presidente do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, César Wanderley, anunciou a inclusão do quesito raça/etnia nas fichas de filiação do sindicato e convidou os/as participantes do curso a atualizarem o cadastro.

Jornalistas seguem atentos/as ao conteúdo apresentado por Cleidiana Ramos

César também fez bonito ao colocar o cartaz no quadro, distribuir o material para os/as participantes e participar, do início ao fim, do primeiro dia do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas.

Manaus inicia amanhã (8/8) rodada do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas

Curso vai acontecer em oito cidades: Belém (PA), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP), no período de 8 de agosto a 1º de setembro. Acompanhe no blog www.generoracaetniaparajornalistas.wordpress.com

Começa nesta amanhã (8/8), em Manaus, o primeiro dos oito Cursos de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas programados para o período de agosto a 1º de setembro.  A iniciativa faz parte da cooperação entre a FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas e a ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres e conta com apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR e da Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM.

O curso é gratuito e tem certificação da FENAJ e da ONU Mulheres. O objetivo é preparar jornalistas e estudantes de Jornalismo para a cobertura de pautas relacionadas a gênero, raça e etnia. Em cada localidade, foram abertas e preenchidas 50 vagas por jornalistas (que trabalham com reportagem, produção, pauta, redação, edição, fotografia  e cinegrafia) de veículos impresso, on-line e eletrônicos e estudantes de Jornalismo a partir do 6º período. O curso é gratuito e tem certificação da FENAJ e da ONU Mulheres.

O programa do curso está baseado em dois módulos e duas atividades pedagógicas: Gênero, Raça e Etnia em Sociedade; Jornalismo, Ética e Diversidade; Leitura Crítica da Mídia; e Experiências e Trajetórias Locais: Identificando Novas Fontes.  A metodologia e o plano pedagógico foram desenvolvidos pela jornalista Angélica Basthi e a facilitação do conteúdo está a cargo da jornalista Cleidiana Ramos.

Em Manaus, a convidada para a dinâmica de coletiva de imprensa é a ialorixá Nonata Corrêa,  militante do Movimento de Mulheres Negras no Amazonas e coordenadora da Associação Religiosa da Amazônia.

Continuar lendo

Já sabe onde será o Curso de Gênero, Raça e Etnia na sua cidade? Confira aqui os locais.

O Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas começa nesta segunda-feira (8/8), em Manaus. A rodada começa pelo Norte do país e segue até a região Sul em quase um mês. São duas cidades por semana, isto é, cerca de 100 jornalistas e estudantes de Jornalismo discutindo gênero, raça e etnia na prática jornalística.

Além do debate na categoria, o Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas está circulando em espaços universitários; organizações de mulheres; associações de bancários, advogados e saúde. Agradecemos às entidades parceiras que estão apostando no debate junto com os/as jornalistas.

Locais de realização do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas:

MANAUS/AM – 8 e 9 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas do AmazonasPraça Santos Dumont, 15
Fone: (92) 3234-9977
E-mail: sindicato@jornalistasam.com.br
Site: www.jornalistasam.com.br
LOCAL DO CURSO:Auditório Canoas, da Fiocruz no AmazonasEndereço: Avenida Terezina, 476, Adrianópolis – Manaus/AM
BELÉM/PA – 10 e 11 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas do ParáTravessa Barão do Triunfo, 2949 – Marco
Fone: (91) 3246-5209
E-mail: sinjor@jornalistasdopara.com.br
Site: www.jornalistasdopara.com.br
LOCAL DO CURSO:Escola Superior de Advocacia (ESA) da OAB/PAPraça Barão do Rio Branco, 93 – Campina – Belém/PA
FORTALEZA/CE – 15 e 16 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas do CearáR. Joaquim Sá, 545 – Dionísio Torres
Fone: (85) 3272-2966
E-mail: sindjorce@sindjorce.org.br
Site: www.sindjorce.org.br
LOCAL DO CURSO:Sindicato dos Bancários do CearáRua Joaquim Sá, 545, bairro Dionísio Torres – Fortaleza/CE
RECIFE/PE – 17 e 18 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas de PernambucoPraça Osvaldo Cruz, 400 – Boa Vista
Fone: (81) 3221-4699 begin_of_the_skype_highlighting              
E-mail: jornalistas-pe@ig.com.br
Site: www.jornalistas-pe.com.br
LOCAL DO CURSO:SOS CorpoRua Real Torre, 593 – Madalena – Recife/PE
MACEIÓ/AL – 22 e 23 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas de AlagoasR. Sargento Jaime, 370
Prado
Fone: (82) 3326-9168
E-mail: sindjornal@uol.com.br
Site: www.sindjornal.org.br
LOCAL DO CURSO:Auditório da Faculdade de Educação e Comunicação (FECOM) do Centro Universitário CESMACRua Ângelo Neto, s/n, Farol – Maceió/AL
RIO DE JANEIRO/RJ – 24 e 25 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas do Município do Rio de JaneiroR. Evaristo da Veiga, 16/17º andar – Centro/Cinelândia
Fone: (21) 3906-

E-mail: imprensa@jornalistas.org.br
Site: www.jornalistas.org.br

LOCAL DO CURSO:Auditório do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Município do Rio de JaneiroR. Evaristo da Veiga, 16/17º andar – Centro/Cinelândia – Rio de Janeiro/RJ
SÃO PAULO/SP – 29 e 30 de agosto de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas do Estado de São PauloR. Rego Freitas, 530 – Sobreloja
Vila Buarque
Fone: (11) 3217-6299 begin_of_the_skype_highlighting              
E-mail: jornalista@sjsp.org.br
Site: www.jornalistasp.org.br
LOCAL DO CURSO:Sede do Sindicato dos Jornalistas do Estado de São PauloRua Rego Freitas, 530 – sobreloja – Vila Buarque – São Paulo/SP
PORTO ALEGRE/RS – 31 de agosto e 1º de setembro de 2011Contato: Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do SulR. dos Andradas, 1270 13º Andar
Fone: (51) 3226-0664/1735

E-mail: sindjors@jornalistasrs.org
Site: www.jornalistas-rs.org.br

LOCAL DO CURSO:Sindicato dos Bancários  de Porto Alegre      Rua General Câmara, 424-Centro – Porto Alegre/RS

Nota de esclarecimento: inscrições para o Curso de Gênero, Raça e Etnia

Nota de esclarecimento: inscrições para o Curso de Gênero, Raça e Etnia

A FENAJ – Federação Nacional de Jornalistas vem a público prestar esclarecimentos em relação ao Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas no que se refere ao processo de inscrições. Como divulgado, o curso é parte de um processo de articulação estabelecido entre a ONU Mulheres e a FENAJ, desde 2009, e tem como principal objetivo preparar jornalistas profissionais e estudantes de Jornalismo para a abordagem das temáticas de gênero, raça e etnia no trabalho jornalístico.

Esta é uma primeira iniciativa e, por isso, abrangerá apenas 8 capitais brasileiras – Manaus (AM), Belém (PA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Maceió (AL), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP) e Porto Alegre (RS) – somando um total de 400 vagas. O curso é gratuito e o período de inscrições ocorreu no período de 20 de julho a 3 de agosto de 2011. Com uma carga horária de 8h, o curso será realizado em dois dias em cada capital, com início das aulas na próxima segunda-feira (8/8) em Manaus (AM) e término em 1º de setembro em Porto Alegre (RS).

As inscrições foram realizadas pelos Sindicatos dos Jornalistas localizados nas 8 capitais, com a disponibilização de 50 vagas por capital. As vagas foram direcionadas para qualquer jornalista profissional ou estudante de Jornalismo sem distinção de filiação sindical, sexo, cor, raça, etnia ou qualquer outro tipo de discriminação. A distribuição das vagas entre profissionais sindicalizados/as e não-sindicalizados/as se dá de acordo com a realidade local. No entanto, isso não significa em momento algum a exclusão de pessoas de um grupo ou de outro, mas da conciliação entre a demanda por inscrição e a oferta de vagas, a fim de contemplar a representação de profissionais sindicalizados/as, não sindicalizados/as e estudantes de Jornalismo. Em todas as 8 cidades-sede do curso, o critério para a formação das turmas é a ordem de chegada da inscrição, que foi checada por comissão constituída em cada sindicato em conjunto com a coordenação nacional do curso.

Continuar lendo

Conheça a equipe de facilitação e organização dos conteúdos do curso

Com uma equipe qualificada e detentora de vivência em redação e nas questões de gênero e raça, o Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas foi totalmente elaborado a partir da realidade profissional dos/as jornalistas brasileiros/as e do conhecimento das situações de mulheres e da população negra. O enfoque étnico do curso é construído com base nos referenciais da temática indígena, a fim de conciliar a articulação entre os principais grupos vulneráveis no acesso a direitos no país.

Cleidiana Ramos (perfil detalhado em Continue lendo) é jornalista e mestra em Estudos  Étnicos e Africanos pela Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas (FFCH) da UFBA. Conforme seleção pública coordenada pela ONU Mulheres e a FENAJ, é facilitadora do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas.

 

Angélica Basthi (perfil detalhado em Continue lendo) é escritora, jornalista e mestra em Comunicação e Cultura pela Escola de Comunicação da UFRJ e pós-graduada em História da África e em Gestão de Direitos Humanos, ambas pela Universidade Cândido Mendes. Também foi selecionada de forma pública pela ONU Mulheres e a FENAJ, sendo responsável pela metodologia e plano pedagógico do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas.

Além das consultoras Cleidiana Ramos (facilitadora do curso) e Angélica Basthi (responsável pela metodologia do curso e a organização do plano pedagógico), a jornalista Valdice Gomes (presidenta do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Alagoas) e o jornalista José Nunes (presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Sul) formam a coordenação nacional do projeto pela FENAJ, com domínio integral da tecnologia social criada para o Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas.

Continuar lendo

As inscrições começam hoje (20/7). Garanta a sua vaga no curso!

É jornalista? Profissional de imprensa? Estudante de Jornalismo a partir do 6º período/semestre? Faça já  a sua inscrição para o Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas, promovido pela FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas e a ONU Mulheres – Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres, com apoio da Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial – SEPPIR e da Secretaria de Políticas para as Mulheres – SPM.

O curso é gratuito, tem certificação da FENAJ e da ONU Mulheres e vai acontecer em oito cidades: Belém (PA), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).

Faça aqui o download da ficha de inscrição e encaminhe direto para o sindicato mais perto de você. Além de enviar o e-mail, é importante ligar e certificar-se de que a sua inscrição está completa. 

Data

Localidade

Contato

8 e 9/8/11 Amazonas – Manaus sindicato@jornalistasam.com.br
10 e 11/8/11 Pará – Belém sinjor@jornalistasdopara.com.br
15 e 16/8/11 Ceará – Fortaleza sindjorce@sindjorce.org.br
17 e 18/8/11 Pernambuco – Recife jornalistas-pe@ig.com.br
22 e 23/8/11 Alagoas – Maceió sindjornal@uol.com.br
24 e 25/8/11 Rio de Janeiro – Rio de Janeiro imprensa@jornalistas.org.br
29 e 30/8/11 São Paulo – São Paulo jornalista@sjsp.org.br
31/8 e 1/9/11 Rio Grande do Sul – Porto Alegre sindjors@jornalistasrs.org
  
Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas
Inscrições: 20/7 a 3/8/2011.
Investimento: gratuito, com certificado de 8h/aula emitido pela FENAJ e ONU Mulheres.
Período do curso: 8/8 a 1/9/2011.
Locais: Belém (PA), Fortaleza (CE), Maceió (AL), Manaus (AM), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (SP).
Informações: generoracaetniaparajornalistas.wordpress.com | grejornalistas@gmail.com
Participe das redes sociais do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas: twitter.com/grejornalistase facebook.com/grejornalistas

Abertura das Inscrições: 20/7/11

O mundo está mudando. A cobertura de fatos inusitados e a interação com os públicos seguem a velocidade da web 3.0. Assim como o noticiário, o jornalismo está se transformando e novos desafios surgem para os jornalistas. Um deles é a cobertura de temas sociais.

Prepare-se e entenda mais sobre diversidade, fatos e políticas sociais. Participe do Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. Esta é uma iniciativa da FENAJ – Federação Nacional dos Jornalistas e da ONU Mulheres, voltada exclusivamente para profissionais e estudantes de Jornalismo.

O curso é gratuito e vai acontecer, nos meses de agosto e setembro de 2011, em oito cidades: Belém, Fortaleza, Maceió, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro e São Paulo.

Pautas e coberturas jornalísticas plurais e humanizadas podem fazer toda a diferença na sua carreira. Garanta já a sua vaga no Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas. Procure o sindicato de jornalistas profissionais da sua cidade.