Homens lideram a organização do curso em Manaus

O Curso de Gênero, Raça e Etnia para Jornalistas chegou com tudo em Manaus. E teve muito envolvimento dos homens na sua organização: das visitas às redações até a organização dos materiais. Na articulação local, Wilson Nunes (vice-presidente) e Cléber Maia (secretário-geral) arregaçaram as mangas e fizeram acontecer! Tiveram o apoio da voluntária Susane e o aval estratégico do presidente César Wanderley.

Cléber Maia, Wilson Nunes e Cleidiana Ramos ao lado das peças de divulgação do curso e do Prêmio Abdias do Nascimento

Hoje (7/8), o grupo uniu mais uma vez e deu as boas-vindas à facilitadora Cleidiana Ramos e à ONU Mulheres. Numa visita ao sindicato e aos lugares históricos de Manaus, a equipe do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas fez uma releitura da contribuição negra e indígena, a exemplo da exaltação da figura de Eduardo Ribeiro, primeiro governador negro do Brasil.

Ah, importante registrar: no Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, funciona uma cooperativa de comunica;áo – oportunidade de trabalho para jornalistas. Uma boa experiência para ser compartilhada no país afora.

Na sede do Sindicato dos Jornalistas do Amazonas, funciona uma cooperativa de comunicação